Pesquisar este blog

Matérias deste site

Contato Leone Ambiental

comercial@leoneservicos.com.br

domingo, 24 de fevereiro de 2013

A Usina de Lixo Verde do ABC



Prefeituras do ABCD poderão contar, a partir de 2015, também com a energia produzida pela queima do lixo
Ao assumir a presidência do Consórcio Intermunicipal, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), anunciou que pretende oferecer a futura usina  destinação de lixo da cidade, chamada usina verde, para a utilização das outras seis cidades da Região. As prefeituras poderão contar, além de um novo espaço para destinação do lixo com a energia elétrica gerada a partir da queima do lixo.
Marinho disse que irá aproveitar o seu mandato frente a entidade regional para discutir com os prefeitos de que maneira os municípios poderão usufruir da usina a partir de 2015, previsão para o funcionamento.  
“Quero acertar com os prefeitos uma solução regional sobre a destinação do lixo. A Região está mais adiantada, se comparar com outras, neste assunto. Teremos a usina de lixo de São Bernardo que poderá ser usada pelos outros municípios do ABCD. Mas é um debate muito no início e essa geração de prefeitos tem vontade de solucionar. Vamos caminhar para isso”, disse Marinho, sem citar detalhes da sua proposta.
Das sete cidades do ABCD, apenas Santo André tem aterro próprio, porém, a capacidade está no limite e hoje tem contrato com três aterros privados para atender a demanda, assim como os demais municípios.  
De acordo com Marinho, o custo para levar o lixo para o aterro é muito alto e transferir o serviço para a usina de São Bernardo vai gerar economia. Além disso, a principal matéria-prima da usina para gerar energia é o lixo (não-reciclável) e para a usina atender na sua capacidade total precisará de mais lixo do que a cidade comporta. A distribuição da energia, depois que o equipamento estiver em funcionamento, será feita pela concessionária operadora, no caso do Estado de São Paulo, é a AES Eletropaulo.
No processo de geração de energia, será utilizada água da Represa Billings. A água aquece em alta temperatura no contato com o calor da queima do lixo, transforma-se em vapor e movimenta turbinas. Parte da água retirada da Billings será devolvida ao reservatório com menos impurezas. 
A Prefeitura assinou no ano passado o contrato de PPP (Parceria Público-Privada), válido por 30 anos, com o consórcio de empresas SBC Valorização de Resíduos Revita, e prevê investimento de mais de R$ 600 milhões.
O grupo será responsável pela instalação do Sistema Integrado de Manejo e Gestão de Resíduos, que inclui usina de lixo no Bairro Alvarenga. Na unidade, será realizado desde o tratamento e reciclagem do lixo até a geração de energia limpa por meio da incineração, que poderá abastecer, no mínimo, 200 mil residências.  Atualmente, a Prefeitura e o consórcio de empresas estão fazendo um estudo para despoluir a área onde será construída a usina e onde funcionava o antigo lixão. Depois de despoluir a área, começará a ser construída a usina.
Paralelo ao estudo, está em processo de organização o início a coleta seletiva na cidade. O projeto piloto será no bairro Rudge Ramos. Outra medida adotada será a ampliação das cooperativas de reciclagem. 

Por Karen Marchetti 

Emidio Campos 
Diretor Comercial
 Grupo Sagata 
 segurancaprivadasp@gmail.com

Nenhum comentário:

BIO USINA DE LIXO


Representamos duas Biousinas de lixo
Com produção de Bio óleo combustível ou carvão.
Idealizadas para serem parte de programas públicos ou privados que priorizem a gestão integrada de RSU como solução para este importante passivo socioambiental, desenvolvemos a BioUsina (R), partindo do princípio da valorização dos recursos naturais existentes neste gênero de resíduos e que atinge o estado da arte nas possibilidades de aproveitamento da matéria orgânica existente no RSU através de sua transformação dada pela alteração de seu processo de decomposição pela anaerobiose para a aerobiose.
Essa transformação vem de encontro às mais diferentes demandas mundiais, pois o tratamento aeróbico é um dos mecanismos eficientes de combate ao agravamento do efeito estufa e o aquecimento global

Após anos de trabalhos e experiências procuramos criar uma solução para os aterros sanitários no Brasil, encontrando nesta busca diversas formas de conduzir este grave problema ambiental, em nossa busca encontramos diversos modelos de Usinas de Lixo, ao qual retiram o produto "Lixo", mas contudo poluindo a atmosfera, nesta busca criamos um protótipo de uma Usina que muda todo panorama mundial, a " BIO USINA", com técnica diferenciada ao qual reduz drasticamente a poluição causada pelas atuais.

Com um espaço mínimo a BIO USINA, passa a processar o lixo, com alta tecnologia desenvolvida por nossos engenheiros, após a conclusão do processo, a massa produzida é diferenciada das demais produzidas por outras usinas, ao qual poderá é diferenciada das outras usinas existentes, podendo assim ser utilizadas em diversas situações tais como:

a) Utilização em cobertura de áreas degradas.

b) Com a colocação de um processador que representamos exclusivamente aqui no Brasil, poderemos preparar um Óleo combustível com teor de 25% abaixo do óleo diesel, podendo ser utilizado na própria BIO USINA, ou mesmo abastecer os veículos de coleta urbana, poderá também abastecer geradores produzindo energia elétrica e infinitamente agregar qualquer necessidade a partir do combustível produzido.

c) a Bio Massa produzida poderá também ser utilizada na construção de casas populares ou mesmo outros tipos de imóveis, a partir da formatação do resíduo criando blocos ou placas para estas construções, imaginamos o " Lixo da cidade transformar em moradia popular, seria uma condição ainda não imaginada por ninguém no mundo".

d) a Bio massa poderá ser utilizada como massa compactadora para a posterior cobertura na pavimentação de calçadas.

e) Possibilidade de ser uma solução para o preenchimento e nivelamento do asfalto, anterior a massa asfáltica podendo com certeza reduzir a quantidade do produto em estradas e ruas da cidade, (os testes ainda não foram efetuados para este fim)


Princípios básicos da BIO USINA

Reduzir o lixo em nosso planeta, reduzindo a emissão de poluentes.

Gerar fonte de energia a partir do lixo urbano e industrial

Gerar um sub produto utilizável sem poluição ambiental.

Gerar lucro para conter despesas na coleta urbana

A BIO USINA pode ser utilizada também na restauração de aterros sanitários, podendo retirar o lixo acondicionado e transforma-lo em Bio massa, desta forma poderemos alcançar as seguintes metas:

1) Imagine um aterro que levaria muitos anos para decompor o lixo, o gasto da sua manutenção seria infinitamente dispendioso.

2) Processaremos por dia toneladas do lixo, reduzindo o próprio aterro ao volume de 30% de sua área capacitora, sendo que o produto final a Bio massa seria reutilizável ou mesmo cobriria a própria área degradada.

3) Desta forma o aterro sanitário poderia ser novamente reutilizável como um local para ser utilizado como parque, jardins ou centro educacional.

Nossa BIO USINA não tem similar no mundo, sendo a maior descoberta como solução para o "Lixo", nossa tecnologia é superior a qualquer outra existente.

A Tecnologia aplicada, bem como a descoberta e o desenvolvimento científico é totalmente Brasileiro, (somente os equipamentos de produção do Bio óleo são de origem exterior, ao qual somos seus únicos representantes no Brasil.

Possuímos todos os laudos ambientais, bem como as autorizações complementares para a construção da BIO USINA.


Para maires detalhes ou mesmo a interação técnica poderemos efetuar pessoalmente reunião com a presença de nossos Engenheiros.

Contato
Emidio Campos
Grupo Leone
comercial@leoneservicos.com.br

Contato com Emidio Campos

CDR 25 o pó para solidificação de líquidos

Líquido que vira pó?

Desenvolvemos um produto que transforma o líquido em pequenos grãos totalmente secos e desprovidos de umidade.
Sua proporção é de 10 % da quantidade de liquido.

Aonde pode ser utilizado?

a) Aterro sanitário, solidifica o liquido proveniente do lixo acondicionado (churume).

b) Produto que não altera os nutrientes da água, após ser adicionada a água, poderá ser substitui-la por ele em locais com a falta da mesma.

c) Produto que elimina o derrame de água ou produto contaminado do meio ambiente (casos diversos em estradas e fábricas com vaporização para detenção dos produtos nocivos no ar.

d) Produto que pode ser utilizado em hospitais para conter vazamentos de água, produtos ou mesmo vômitos.

e) Produto que pode ser utilizado para retirada do meio ambiente de urinas de animais, solidificando-a por completo e fácil varrição( também em transportes de animais via aérea, para detenção de urina.

f) Produto que pode ser usado em navios, para contenção de possíveis rompimentos de casco, diminuindo a quantidade de água e aumentando o suporte do compartimento.

g) Produto que pode ser utilizado em tanques de contenção a vazamentos de produtos tóxicos, aumentando a capacidade de armazenamento.

h) Existem diversas utilidades ainda a serem pesquisadas quanto a utilização do produto.

Este produto não é tóxico, sem qualquer restrição em inalação ou ingerido por animais ou seres humanos.

Produto com avaliação em diversas universidades do Brasil e patenteada em diversos locais do mundo.

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25

CDR 25